Citologia do Colo do Útero

A citologia do colo do útero, também chamado de exame Papanicolau, é um exame ginecológico preventivo e é atualmente a principal arma na prevenção do cancro do cólo do útero, um dos cancros que mais afetam a população feminina em todo o mundo.

O rastreio do cancro do colo do útero começou com a introdução do exame de Papanicolau, ou citologia do colo do útero e é, em grande parte, responsável pelo notável sucesso alcançado na prevenção do cancro do colo do útero. O sucesso deste teste deve-se ao facto de ser não só uma forma de diagnosticar a doença, mas principalmente uma forma de detetar lesões que podem desenvolver para cancro.

O principal objetivo do exame Papanicolau é detetar precocemente alterações pré-malignas na mucosa do colo do útero, geralmente provocadas pelo vírus HPV, de forma a que o médico possa intervir a tempo, impedindo o surgimento de um cancro do Colo do Útero. Quando detetado em fases iniciais, a probabilidade de tratar e curar é consideravelmente alta.

O Papanicolau é um exame de rastreio, ou seja, ele não faz o diagnóstico do cancro de colo uterino. O que diagnostica o cancro é a biópsia do colo do útero. O papel do exame Papanicolau é dizer quais as mulheres que possuem um risco maior de terem lesões pré-malignas e, portanto, precisam ser submetidas à biópsia e tratamento.

O exame Papanicolau deve ser realizado por todas as mulheres que tenham vida sexual ativa. O tempo de intervalo entre cada exame deverá ser anual.

Este teste consiste basicamente na colheita de uma amostra de células do colo do útero com uma espátula especial, sendo a morfologia destas células posteriormente analisadas por um patologista a fim de identificar células suspeitas que podem vir a tornar-se cancerosas. Dependendo da gravidade das lesões detetadas poderá ser necessária a realização de uma nova citologia, colposcopia, ou tratamento da lesão. É um exame muito simples que é efetuado pelo médico de família, no Centro de Saúde ou numa consulta particular pelo médico durante a observação ginecológica.

O exame Papanicolau é bastante simples, rápido e praticamente indolor.

O exame de Papanicolau deve ser realizado, de preferência, fora do período menstrual. Também sugerimos que as mulheres evitem relações sexuais, aplicação de gel ou óvulo vaginal nas 48 horas que antecedem o exame.

O material colhido no exame de Papanicolau pode ser utilizado para pesquisar não só a existência de alterações celulares malignas ou pré-malignas, mas também para pesquisar a presença do vírus HPV e várias outras infecções ginecológicas, tais como:

  • Gardnerella;
  • Tricomoníase;
  • Candidíase;
  • Gonorreia;
  • Sífilis;
  • Clamídia.

O cancro do colo do útero pode ser prevenido, desta forma o rastreio através do teste Papanicolau torna-se fundamental.

Fonte: Arbyn M, European Commission. Directorate-General H, Consumer P. European guidelines for quality assurance in cervical cancer screening. Luxembourg: Office for Official Publications of the European Communities 2008.

Para efetuar o Exame Papanicolau (dia 27 no período da manhã e 28 no período da tarde deste mês) marcar

9988115

Obrigado pela sua preferência.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s